O que são Micoses?

 

O que são?

As micoses são infecções da pele causadas por fungos dermatófitos, microorganismos que se alimentam de células mortas da pele (estrato córneo) e da queratina das unhas e cabelo. Sobrevivem em ambientes fechados, ao mesmo tempo quentes e húmidos.

As micoses podem ser superficiais, cutâneas ou subcutâneas. São, também denominadas "Tinea", um termo do latim que significa verme, seguido da região envolvida. As mais comuns são a Tinea pedis, Tinea corporis, Tinea cruris, Tinea capitis, Tinea unguium (micoses cutâneas) e Tinea versicolor (micose superficial). Os microorganismos envolvidos nestas infecções são muito variados. Estão envolvidos dermatófitos do género Microsporum, Trichophyton e Epidermophyton.

 

As duas principais micoses são o pé-de-atleta e as micoses das unhas (onicomicoses), que partilham os mesmos factores de risco:

 


 

Andar descalço em espaços públicos e húmidos, como balneários e piscinas;


Má higiene dos pés e do calçado (meias e sapatos);


Calçado que não permita ventilação;


Não secar adequadamente os pés;


Diabetes, alterações da circulação e alterações do sistema imunitário.

 

Tinea pedis ou Pé-de-atleta

 

É uma das micoses mais conhecidas. O pé-de-atleta deve o seu nome por ser muito comum entre desportistas, pelo uso prolongado de calçado favorável à acumulação de humidade e porque frequentam duches públicos e balneários. Contudo, qualquer pessoa pode desenvolver este tipo de micose.

A infecção pode localizar-se em qualquer zona do pé, mas é mais frequente nas pregas entre os dedos. Causa comichão, descamação, maceração e fissuras na pele, acompanhado de um odor desagradável. A pele da sola dos pés engrossa, ficando irritada e causando comichão. Quando se coça, há risco de, através do toque, a infecção passar para outras zonas do corpo, como axilas. 

Tinea unguium ou Onicomicoses

É uma infecção mais comum em indivíduos com mais de 60 anos ou com outras infecções fúngicas. A presença da infecção é denunciada primeiro por um pequeno ponto branco ou amarelo por baixo da unha. À medida que os fungo avançam, a unha fica descolorada, baça, mais espessa, quebradiça e deformada, podendo haver dor. Em certos casos, a unha pode cair.


Fonte: http://farmaceutico.planetaclix.pt/